Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Se queres a paz, prepara-te para a paz 12 abril, 2008

Filed under: Reflexão da Semana — INEFFABILE @ 9:35 pm

Meu pai sempre diz: “Se queres a paz, prepara-te para paz”, antagonizando o velho ditado: “se queres a paz, prepara-te para a guerra” (do latim Si vis pacem, para bellum).

Como é preparar-se para a paz? Este foi o objeto das minhas reflexões nas últimas semanas.

A paz é simples e ao mesmo tempo complexa. É simples porque onde há paz deve haver harmonia, objetividade e reinar o amor. É complexa porque, na prática, para ter paz não pode haver ambiguidade, pois ambiguidade gera conflito (certo/ errado, amor/ ódio etc). A ausência do conflito, promove a paz. A paz interior, se externa através das ações. A atitude pacífica não gera conflitos.

Então ficou claro para mim que, preparar-se para a paz significa eliminar os conflitos. Mas para eliminar os conflitos é preciso primeiro identificá-los. Para identificá-los não só é preciso conhecer-se bem, mas também ser honesto consigo mesmo, assumir-se totalmente. Se você acha que isso é tarefa simples, eu o/a desafio. Para a maioria das pessoas é tarefa para uma vida inteira. Para muitas pessoas é tarefa para várias existências.

Para eliminar os conflitos é necessário muita sinceridade. É preciso aceitar com amor tanto a própria luz quanto a própria sombra, pois ambas são aspectos naturais do ser humano. Ignorar a sombra a favor da exaltação do lado bom, é uma forma de gerar conflito. Dessa relação antagônica surgem várias pelejas internas, que quando saem  do meio emocional para o mental, geram os problemas de relacionamento com o próximo e com o mundo. É assim que surgem as guerras.

Há uma expressão muito usada em educação ambiental que deveria ser adotada na prática por todos aqueles que conseguem agir positivamente no mundo: “pensar globalmente e agir localmente”. É assim que são feitas as mudanças de base. Trazendo esta expressão para o âmbito da paz, agir localmente significa estar em paz consigo mesmo, sem conflitos internos ou com o mundo; pensar globalmente é promover a paz através dos próprios atos, porque “a toda ação corresponde uma reação, nas mesmas proporcões, no sentido contrário” (Isaac Newton, ano 1687).

Um dos meus livros favoritos é “A Arte da Guerra” de Sun Tzu, escrito no século IV ac. Para mim, “A Arte da Guerra” é um tratado sobre como vencer a si mesmo. Não estou a dizer que deve-se considerar o “lado sombrio” que a maioria de nós tem como um inimigo. Não é isso. O inimigo é a resistência à mudança, que prefere deixar “tudo sob controle”, ao invés de ousar por caminhos desconhecidos. Uma terapeuta minha uma vez me disse: “mudar é, na maioria das vezes, doloroso, porque mudar significa abandonar, destruir o antigo, para abraçar por inteiro o novo. Mudar é morrer e nascer de novo. Se há morte, há perda, há dor”. Então, compreendo que para mudar é preciso coragem. Deve ser por isso que o amado mestre O’Sensei Morihei Ueshiba dizia: “O melhor dos guerreiros, é o que vence a si próprio”.

Para finalizar, hoje em dia há uma gama bem variada de livros (em sua maioria de auto-ajuda) que indicam formas de como acabar com os conflitos internos. Sem contar com os trabalhos terapêuticos no campo da psicologia e da espiritualidade. Pessoalmente, recomendo todos os livros de Jiddu Krishnamurti e de Eckhart Tolle.

 

One Response to “Se queres a paz, prepara-te para a paz”

  1. uniãopm Says:

    O que eu acredito é que o ser humano nunca vai entender o que é o amor, amar não é querer algo só para você.
    O ditado Se queres a paz prepara-te para a guerra.
    Foi uma das coisas mais perfeitas que alguém já disse no mundo.
    Com toda certeza um enviado de Deus, mesmo que seus objetivos tenham sidos outros.
    Bom resumindo:
    Para o homem aprender o que é a paz ele tem que entender que ela não é algo que ele possa alcançar, enquanto houver um único ser humano na terra ele vai querer brigar por algo.
    Ai ta o mistério da vida, viemos aqui para aprender e aprender é sofrer, como a própria vida diz
    Para chegar mais perto possível do que ele quis dizer temos que procurar a filosofia do Bushido – o caminho do guerreiro.
    Morrer não é ruim, faz parte da natureza humano logo é uma vontade de Deus quem sou eu para ir contra os desiguinos divino? Se pensarmos só no eu estaremos o resto da vida em guerra com a gente mesmo. Quando um homem chega a sacrificar a própria vida por outro este se aproxima do amor perfeito criado por Deus, o qual Jesus Cristo tentou ensinar ao homem, que é o amor incondicional, sem cobranças, sem necessidades, veja o amor de uma mãe por um filho, mesmo que este não preste ela sempre vai amar, sendo capaz de morrer por seu filho. Quando pararmos de pensar apenas no eu teremos chego o mais próximo possível da tão almejada paz, quem não tiver um pecado que atire a primeira pedra, se uma pessoa te der um tapa oferece a ele a outra face, dei a cesa o que é de cesa e a Deus o que é de Deus, será que ninguém parou para pensar isto.
    Amigo um mundo sem diferenças não teria objetivos nem um para a humanidade, pois este é o mistério da vida, o que nos leva querer chegar a uma perfeição. Um mundo que vive apenas em paz acaba ruindo por si mesmo, logo paz e guerra são necessários para a evolução humana, assim como o amor e o ódio, o bem e o mal, Deus e o Diabo.
    Será que não paramos para ver que eles são parte de um todo perfeito, sem o diabo porque iríamos precisar de Deus, porque iremos pedir por Deus, será que os dois não fazem parte de um único Deus, sim pois se eu sou Deus o todo poderoso o dono do universo porque iria aceitar concorrência. Pense amigo e mude o inicio deste pensar que esta até bom, se queres a paz nunca poderás te preparar para a paz, pois para encontrar Deus tenho que aceitar que o Diabo existe, ou pior quando chegar ao meu nível de filosofia pensar que Deus e o Diabo são parte de um único Deus, nosso Deus.
    Olha que isto pode acabar com todas as religiões do mundo, o principal culpado de nossas guerras foram as religiões, principalmente a católica, pois para encontrar Deus você não precisa de dinheiro ele não pertence a ninguém é de todos e esta aqui para todos até a pessoa mais odiosa do mundo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s