Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Sentidos (visita à casa da Vovó) 15 abril, 2008

Filed under: Charneca — INEFFABILE @ 11:47 am

 
Subindo a escada que há tanto não visitava,
Senti aquele odor peculiar.
O ambiente úmido com cantos limosos
Por causa do eterno vasamento do cano d’água,
Espalhava no ar o cheiro da minha infância.
Chegando ao topo da escada, abri a porta
E a grandiosidade da casa inundou-me o nariz.
Logo uma voz invadiu o silêncio.
Era a mesma voz daquele sempre,
De um cotidiano que não era mais o meu,
Mas estava registrado em minhas células de memória.
O abraço conhecido que veio em seguida
Deu-me o colo há tanto deixado para trás
E fez-me sentir como se ainda estivesse com 5 anos de idade.
Caminhei até a varanda
De onde a paisagem urbana permanecia intocada.
No alto do maior morro a minha frente,
Lá estava ele ainda jovem,
O Redentor de braços abertos.
Aquela imagem tão receptiva acolheu-me profundamente
E eu quis permanecer ali imóvel durante os próximos momentos.
Tantas lembranças despertaram-me o desejo de provar novamente
Aquele almoço tão repetitivo em outras épocas:
Anchovas com salada e batatas fritas.
Não pude concretizar o meu desejo,
Que continua imerso em minha memória gástrica.

 

Rio de Janeiro, 2001.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s