Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Sex and the city 31 maio, 2008

Filed under: Rotineiras — INEFFABILE @ 12:23 pm

Não acompanhei esse seriado americano. E para não dizer que nunca assisti a um episódio, lembro de ter visto a metade de um no ano passado. Apesar de ter pego ‘o bonde andando’, gostei do que vi nos poucos minutos que estava ali tentando entender o que se passava na vida daquelas quatro mulheres. Não memorizei os nomes das personagens na ocasião, tão pouco me senti envolvida ao ponto de acompanhar a reprise que passa todos os dias na TV a cabo.

Sex and the City é uma sitcom norte-americana vencedora de Globos de Ouro e Emmys. Foi transmitida durante seis anos (de 1998 a 2004), conquistando uma enorme legião de fãs femininas (e feministas) em todo o planeta.

Eu nunca fui de acompanhar seriados e novelas, mas desde que me mudei para a Inglaterra, comecei a assistir Friends, que tornou-se um dos meus programas favoritos. Friends também acabou faz uns três ou quatro anos, e apesar de eu já ter assistido a todos os episódios, eu ainda assisto as reprises quase que diariamente. Sei exatamente o que vai acontecer, o que as personagens vão dizer, mas nunca enjôo.

Minha amigas do doutorado me surpreenderam na semana passada com um ingresso para irmos assistir juntas ao longa-metragem Sex and the City no cinema. Fiquei empolgada com o prospecto de estar com elas em um sexta-feira à noite. Nem sempre gosto de sair em bandos, especialmente só de mulheres. Mas elas estavam tão empolgadas e pareciam amar tanto a série, que entrei no embalo e me empolguei também. Confesso que estava um pouco receosa com a idéia de passar 2:30h sentada assistindo a um filme “girlie”, daqueles feitos para o público feminino.

O grande dia chegou – foi ontem. Encontrei minhas amigas na entrada do cinema. Elas estavam super entusiasmadas! Encontramos a nossa sala de projeção e perguntamos ao rapaz a coletar ingressos quantos homens haviam entrado até aquele momento na sala; ele disse seis! A sala de projeção era a de número um, que é a maior do cine Odeon de Brighton. Lá estava ela completamente lotada, sem nenhuma cadeira vaga, com apenas seis homens distribuidos dispersamente dentre as centenas de mulheres de idades variadas.

Na sala de projeção a celeuma estava estabelecida. Mal podia ouvir o som dos trailers e propagandas. Aliás, todos os trailers eram de filmes para mulheres e as propagandas eram em sua maioria de produtos de beleza e de lojas de roupa femininas.

O filme começou com uma salva de palmas (!) e gritos da mulherada – gente, nunca havia experienciado nada como aquilo antes. O meu ingresso já tinha valido a pena pela experiência em si.

Os primeiros minutos do filme foram para recapitular os últimos acontecimentos da série, o que foi muito útil para mim. De cara, fiquei impressionada pela forma como as personagens estavam vestidas. Segundo o meu marido, aquela era um das razões pelas quais a série ficou tão famosa.

Conforme a história do filme evoluía, as espectadoras (e provavelmente os seis alienígenas) riam bem alto, gritavam, batiam palmas e a situação como um todo parecia típica de uma peça de pantomimas.

Gostei das personalidades de Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte e fiquei a analisar com qual delas eu mais me identificava. A minha conclusão foi de que me identificava com todas elas e não pude escolher apenas uma. Talvez muitas mulheres compartilhem da mesma conclusão e por isso Sex and the City tenha sido e é um grande sucesso da TV e do cinema.

O filme terminou com outra salva de palmas calorosa e muitos gritos de contentamento, embora eu tenha lido muitas críticas ruins a respeito do filme nos últimos dias. Eu gostei e confesso que faria horrores por aqueles pares de sapatos, vestidos e acessórios ma-ra-vi-lho-sos! Se bem que eu não sou fã de marcas e estilistas famosos…

Do lado de fora da sala, finalmente pude ver de perto a platéia. Muitas mulheres estavam vestidas como se tivessem saído diretamente da tela. Creio que fizesse parte do ritual. Adorei ver aquilo e comecei a pensar em qual par de sapatos gostaria de comprar no final de semana.

Depois do cinema eu e minhas amigas estávamos bastante cansadas e por isso resolvemos ir para casa. Curti o filme e talvez agora resolva assistir a série.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s