Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Ruminando I 3 junho, 2008

Filed under: Charneca — INEFFABILE @ 4:42 pm

Indócil é o início
Inócuo o artifício
Um vício esse ócio
Improfícuo o ofício

Marasmo é raso
Com puro descaso
Talante é escasso
Perdido o passo

No céu escuro
O fim é seguro
Da alma em apuro
Do pensamento impuro

Vaga sem lúmen
Crença sem númen
Leito sem flúmen
Fome refém

3/ 6/ 2008

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s