Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Iemanjá 2 fevereiro, 2009

Filed under: Rotineiras — INEFFABILE @ 10:15 pm

 

Eu não me lembro quando foi ou como soube, mas um dia eu ouvi falar da Rainha do Mar. Eu descobri que ela era um dos Orixás do Candomblé e que se apresentava em versões negra e branca.

Iemanjá.

Às vezes de rosto coberto; comumente vestindo azul, Ela é uma entidade feminina atraente, não só pela sua beleza óbvia, mas principalmente pelo mistério e fascinação que envolvem a sua imagem.

Originalmente eu venho de uma família de tradição cristã, porém, eu sempre tive uma característica pessoal um tanto curiosa a respeito das diferentes religiões e fés de todo o mundo. Nascida no Brasil, aprendi a apreciar a diversidade religiosa existente no meu país, afinal a cultura brasileira parece ter uma capacidade infinita de absorver as diferentes crenças existentes no mundo.

Yèyé omo ejá” que traduzido do Iorubá significa “Mãe cujos filhos são peixes”. Iemanjá é portanto a Mãe do Mar.

Quando ouvi falar de Iemanjá pela primeira vez, senti imediatamente uma forte empatia por ela. Quando vi a sua imagem – uma mulher morena de cabelos longos e negros – eu me encantei. Eu passei a ser fã de Iemanjá. Ela que também  proteje os pescadores e fornece o pescado de cada dia.

Uma vez eu ouvi dizer que os Orixás guiam as vidas das pessoas. São os chamados “santos de cabeça”, que segundo o Candomblé, guiam as nossas vidas. Eles – os santos de cabeça – escolhem de quem querem reger a vida e às vezes até entram em conflito entre si ‘pela cabeça’ de uma pessoa. Quando soube disso concluí internamente que Iemanjá havia me escolhido.

Do dia em que nasci até os 16 anos de idade eu vivi no Morro da Conceição, no centro da cidade do Rio de Janeiro. No topo do morro há uma estátua de Nossa Senhora da Conceição, que sempre me fez lembrar a imagem de Iemanjá. Um dia uma pessoa me contou que no catolicismo brasileiro Nossa Senhora da Conceição corresponde a Iemanjá no Candomblé. Este sincretismo nasceu na época da escravatura quando os escravos eram proibidos de adorar as suas divindades e caso o fizessem seriam punidos por eresia. Secretamente os escravos passaram a adorar os seus santos criando correspondência entre eles e os santos católicos. Assim, Iemanjá passou a ser comumente caracterizada com pele branca, cabelos escuros e vestido azul e branco. 

Eu nasci no ‘Morro de Iemanjá’, a observar de perto a zona portuária da Baía de Guanabara.

Não sabia se Iemanjá já havia me escolhido ou não. Mas eu sim já a havia escolhido e para mim ela tornou-se a minha mãe. Como a minha ligação com o mar sempre foi muito forte e repleta de uma profunda fascinação, só poderia ser Ela!

Uma das maneiras de saber qual ou quais santos de cabeça regem a vida de uma pessoa é através do jogo de búzios.

Um amigo meu que é pai de santo uma vez jogou os búzios para mim. Ele olhou para os búzios espalhados em sua bandeja e me disse sorrindo: Iemanjá responde pela sua cabeça. Contentamento maior eu não poderia ter sentido naquele momento. Iemanjá é mesmo a minha mãe!

De lá para cá várias pessoas jogaram búzios para mim e Iemanjá sempre esteve fortemente presente em meu jogo.

Não há uma vez sequer que eu entre no mar sem saudar a divina presença da Rainha do Mar e sem pedir licença. Eu respeito e amo profundamente o seu reino marinho.

Para Ela já fiz oferendas e rituais pessoais secretos que surgiram do meu coração.

Ela olha por mim lá do mar e eu sempre vejo a sua poderosa realeza de onde quer que eu me encontre.

Hoje, dia 2 de fevereiro, é dia de Iemanjá, que também é conhecida como Janaína. Eu fui à praia de manhã para deixar-Lhe flores brancas em agardecimento e louvor à minha Mãe.

Aos 5 anos de idade fiz a minha primeira amizade na escola. O nome dela é Janaína e somos grandes amigas até hoje.

 

Salve Iemanjá, A Rainha do Mar!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s