Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Crônica das Peças Roubadas 15 julho, 2009

Filed under: Charneca — INEFFABILE @ 9:57 pm

Com complexo de princesa ela saiu de casa, esperando tomar o mundo feito champagne.

Foi ao cabeleireiro e ao contrário do que sucedeu com Sansão, cortou as suas madeixas como quem recebera uma injeção de ânimo.

Ela olhou para ele com um olhar inquisitivo. Ele a encarou de volta com o peito estufado. ‘Para um rapaz tão bem apessoado’ –  pensou a moça – ‘que desencanto’.

O dia seguiu adiante. Ao dobrar várias esquinas, percebeu que havia perdido o rumo. Foi quando sacou de sua bolsa o espelho portátil e ao mirar seus próprios olhos, lembrou-se do por quê que viera ao mundo. Alinhou-se com a sua meta final e fincou seus passos no calçadão de concreto com determinação.

Esqueceu-se do quê o oráculo lhe revelara. Distraiu-se com os passantes e com os seus aromas. Atravessou a rua e não sabendo que era impossível realizar tudo aquilo, ela foi lá e fez.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s