Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Candidata Profissional 5 novembro, 2009

Filed under: Rotineiras — INEFFABILE @ 7:58 pm

Na falta de um emprego estável, ao mesmo tempo que quero me estabilizar financeiramente, não há outra alternativa a não ser me candidatar à diferentes oportunidades de emprego. Preferiria não trabalhar em qualquer coisa, pois já experimentei o que é trabalhar em algo apenas pelo dinheiro: falta conteúdo e deixa uma sensação de vazio.

De faxina na casa dos outros à treinamento de cavalos, já fiz um bocado de coisas desde que vim morar aqui na Inglaterra. No Brasil, eu tive a sorte de sempre trabalhar na minha área profissional como pesquisadora ou educadora. No exterior é diferente, já que nem sempre as qualificações profissionais são comparáveis, além das questões legais envolvendo vistos e da barreira que uma língua estrangeira impõe no início.

Passado o tempo necessário para me tornar fluente na língua inglesa e ter os meus certificados validados, eu dei a minha cara à tapa e me arrisquei no mercado de trabalho inglês, desta vez como bióloga e professora qualificada. Em 2007 consegui o meu primeiro emprego como professora substituta (supply teacher) e cursando poucos meses de doutorado, consegui a minha primeira consultoria na área ambiental. Tudo estava indo bem até chegar a atual crise econômica. No começo eu achei que não iria afetar o setor da educação, mas nos últimos meses as implicações do “credit crunch” ficaram muito claras. O governo inglês cortou parte da verba que, em épocas de normalidade, seria direcionada às escolas e consequentemente agora falta dinheiro para me pagar. A minha bolsa de estudos também foi cortada e por isso nos últimos meses tenho vivido numa pindaíba brutal!

Como não sou de recolher as minhas armas por muito tempo, resolvi me candidatar à todos os empregos disponíveis como professora de biologia e de ciências e aos empregos nas áreas de biologia e ecologia marinha. São tantos os formulários, as cartas de apresentação, correções nos currículos, telefonemas, horas à fio na internet procurando por anúncios de trabalho… Mas até o momento, nada… Ninguém me quis ainda. Virei uma candidata profissional e não faltam amigos pedindo ajuda para delinear suas próprias candidaturas. Parece até às vezes que sou conselheira na área vocacional.

Só posso dizer que é cansativo. É cansativo ser desempregada e não ter dinheiro nem para comprar um agradinho. Mas ‘a esperança é a última que foge’ e enquanto eu tiver energia e neurônios, vou continuar a correr atrás daquela ‘oportunidade de ouro’, que vai tirar os meus dois pés da lama e me colocar de novo no caminho da prosperidade.

Eu sei que sou boa, mas os otários lá fora ainda não sabem…

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s