Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Uma Maneira Diferente de Lidar Com as Tragédias 10 abril, 2011

Filed under: Reflexão da Semana — INEFFABILE @ 3:59 pm

Pânico generalizado. Não se fala em outra coisa. As pessoas comentam compulsivamente umas com as outras os detalhes das tragédias, os números de mortos, a natureza do evento, a repercussão no mundo. O medo aumenta entre as pessoas, até mesmo entre aquelas que não são diretamente afetadas pelo problema. A internet fica congestionada em virtude do grande número de pessoas buscando por informações a respeito das coisas terríveis que aconteceram.

Quantos massacres brutais, chacinas, assassinatos de pessoas inocentes, incêndios, terremotos, desabamentos, deslizamentos de terra, inundações, tsunamis (…) aconteceram nos últimos 20 anos?

Atirador do cinema de São Paulo, assassinato da Daniela Perez, Chacina da Candelária, atiradores nos Estados Unidos que invadiram escolas e tiraram a vida dezenas de jovens, terroristas que destruíram prédios e mataram instantaneamente milhares de pessoas em Nova York, atirador da escola de Realengo, terremotos do Chile, Afeganistão e Paquistão, deslizamentos de encostas em Angra dos Reis e serras do Rio de Janeiro, tsunamis que afetaram a Tailândia, Indonésia e Japão, para citar alguns poucos exemplos isolados.

O fato é que as tragédias sempre ocorrem e fazem parte da vida neste Planeta. Se não são resultantes de cataclismos naturais, resultam da indiferença irresponsável por parte da sociedade ou governantes, ou muitas vezes do movimento de segregação social que pode ser individual ou comunitário. Às vezes, estes acontecimentos tristes resultam de patologias morais e mentais, ambas, em minha opinião, de origem espiritual.

Embora até tente entender, não é a minha intenção definir, explicar ou catalogar todas estas passagens infelizes em nossa história humana.

Na verdade, o que me motivou a escrever este texto foi a minha vontade de expressar uma forma diferente de lidar com situações tão tristes como as citadas acima, e ainda assim, muitas vezes inevitáveis.

Se somos dado o privilégio de não sermos afetados diretamente por tragédias de qualquer natureza, então nos é dada a oportunidade de prestarmos suporte.

Como?

Cada vez que eu ou você tomar conhecimento de um infortúnio que acometeu a vida ou vidas de pessoas próximas ou até mesmo de outras partes do mundo, envie um pensamento de amor e de conforto aos que se foram atingidos e estão em sofrimento. O pensamento pode ser uma simples visualização de um abraço, de um colo, de beijos, de uma bela paisagem tomando conta da área afetada, pessoas sorridentes, enfim, pode ser qualquer imagem positiva. Podemos imaginar médicos e anjos do plano espiritual trabalhando para promover a cura dos enfermos, dando conforto aos familiares das vítimas, dando sustento e sustância à todas as almas e à natureza.

Quando comentamos, pensamos ou sentimos medo em face das más notícias, mesmo sem intenção, alimentamos a energia negativa que envolve a situação e perdemos a oportunidade de contribuirmos com a remediação do problema.

A mudança de atitude e de perspectiva diante dos fatos tristes, não nos tiram o direito de sentir pesar ou tristeza, mas nos dá a chance de atrair novas possibilidades positivas e construtivas diante de cenários muitas vezes devastadores.

Quando estamos diretamente envolvidos em tragédias, normalmente é mais difícil manter a calma e positividade em virtude da dor. É um verdadeiro privilégio, uma benção divina e razão de muita gratidão poder ajudar os nossos irmãos e irmãs, mesmo que de longe.

Não ha velocidade mais rápida no universo do que a velocidade do pensamento. Não nos esqueçamos nunca de que o pensamento tem poder, especialmente o pensamento amoroso.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s