Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Companheiros de Jornada 6 junho, 2011

Filed under: Grávida,Reflexão da Semana — INEFFABILE @ 8:08 pm

Originalmente nascida e criada em berço Espírita, sempre achei as idéias da reencarnação, múltiplas existências, vida após a vida e antes dela, muito naturais.

Sempre me surpreendi com as pessoas que crêem piamente que a morte seja o fim de tudo e que com ela, todas as experiências terrenas vividas se acabam.

Como cientista, creio que tudo seja possível até que se prove o contrário; contudo, algo dentro de mim me diz que a vida é muito maior do que a matéria, muito maior do que uma simples e ao mesmo tempo complexa existência.

Me peguei pensando hoje sobre uma outra crença minha: a de que a vida humana no planeta Terra começa antes até do momento da concepção. Para cada indivíduo existe um plano de vida, traçado por ele mesmo a fim de alcançar um objetivo. Essa idéia não agrada a todos porque as desigualdades humanas são tão amplas que ofuscam aquilo que é mais sagrado e comum à todos: a chama da vida.

Qualquer pessoa que ouse definir o que é vida, corre o risco de ser medíocre ou simplista demais. Se a vida é um tipo de energia e energia ainda não tem uma definição irrefutável, então o significado de ‘vida’ não pode ser determinado sem ser explorado por todos os ângulos possíveis, desde o filosófico ao biológico e espiritual e ainda assim ela não pode ser definida…
É a morte a ausência de vida?
Diante da vastidão da vida, eu defino a morte como apenas outra mudança de fase, mais uma fase da vida…

Mas o que me chamou a atenção mesmo hoje foi perceber que desde o momento em que descobri que estava grávida, eu não havia parado para pensar que um espírito está em preparação para encarnar neste planeta lindo ‘através de mim’. Um espírito provavelmente antigo, talvez mais novo ou mais velho que eu mesma (também espírito). Me deu vontade de querer conhecer este serzinho tão pequeno e tão grande que se desenvolve dentro de mim e que eu devo conhecer de um outro tempo, outra época, outra vida. Nesta existência, este serzinho é meu filho, um menino de 4 meses de vida intra-uterina e que já tem nome: Ícaro.

Me vieram à memória as palavras da minha amada amiga Xandra, com quem compartilhei alguns dos meus medos no início da gestação: “…mas olha, vc sabe do outro lado (o espiritual) como a coisa funciona. Se estiver na hora de vcs cumprirem essa missão juntos vai dar tudo certo…“.

Então, eu e Ícaro estamos nessa missão juntos. Velhos-jovens companheiros de jornadas, em mais uma missão rumo ao desconhecido (não é excitante?), audaciosamente indo onde jamais estivemos antes…

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s