Divagando Devagar

Divagações ocasionais de uma mente reflexiva.

Há mais ciência em Beauvoir do que pode imaginar vossa vã filosofia 1 novembro, 2015


Ser ou não ser hetero.
Ser ou não ser homo.
Ser ou não ser homem.
Ser ou não ser mulher.
Ser ou não ser magro.
Ser ou não ser negro.
Ser ou não ser humano.

Ser ou não ser, eis a questão.

Não demora muito, William Shakespeare e sua obra ‘Hamlet‘ serão também duramente criticados, postumamente, em pleno século XXI, por incutirem dúvidas sobre a natureza humana na mente de indivíduos jovens.

Me façam o favor!!!

Eu não sei nada sobre Simone de Beauvoir, a não ser sobre o trecho polêmico de uma de suas obras, que criou um tremendo furdunço após o ENEM deste ano.

Tenha sua mente aberta por um momento e considere o seguinte:

1) “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher“. FATO!
É uma questão de tempo.
Todo mundo nasce bebê, cresce e, se for do gênero feminino, TORNA-SE mulher na idade adulta. Da mesma forma, ninguém nasce homem, ora bolas.
2) “Nenhum destino biológico, psíquico, econômico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade“. FATO!
É uma questão de genética, de epigenética e do meio ambiente.
Apesar de cada indivíduo nascer com um conjunto de moléculas de DNA, é a combinação de fatores externos e internos que determina a aparência física e a fisiologia de cada indivíduo (fenótipo). Além do mais, nossos DNAs mudam ao longo dos anos.

E por falar em genética, saiba que boa parte dos livros de genética usados nas décadas de 70, 80 e 90 seria mais útil hoje em dia, se usada para fazer fogueira ou papel machê.

Para os que dizem que ser mulher é questão de nascer com dois cromossomos sexuais XX, aviso que há mais sexualidades entre XX e XY do que pode imaginar vossa vã filosofia!

Há também indivíduos com os seguintes cromossomos sexuais:

XO
XXX
XXXX
XXXXX
XXY
XYY

Aspectos filosóficos a parte, o que a senhora francesa escreveu faz todo sentido cientificamente.

Está na hora de parar de vez com esta caretice, chatice e ignorância.

Vista seu menino de azul, sua menina de rosa, dê um carrinho para ele e uma boneca para ela. Mas entenda que há uma diferença entre fato e crença, gênero e sexualidade. Seu filho ou sua filha será do jeito que quiser e puder ser. E que seja uma pessoa de bem e do bem.

.

Be all my sins remembered“.
(Hamlet, William Shakespeare)

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s